CARACTERIZAÇÃO FÍSICA DE COMPÓSITO DE CIMENTO PORTLAND PRODUZIDO COM SUBSTITUIÇÃO PARCIAL DO AGREGADO MIÚDO CONVECIONAL PELO RESÍDUO DE LAPIDAÇÃO DE VIDRO

  • DIRCEU FERNANDES DOS SANTOS FARO
  • Umberto Gonçalves Ribeiro FARO

Resumo

A indústria de beneficiamento de vidros para a construção civil adota um processo de acabamento por corte e lapidação que gera, além dos resíduos graúdos (cacos e lascas), uma significativa quantidade de resíduos finos. Dessa forma, objetivou-se com este trabalho utilizar os rejeitos da lapidação de vidro através da sua adição em compósito cimentício, substituindo parcialmente os finos do agregado convencional em teores de 7%, 20% e 50%. Para comparação, desenvolveu-se também uma mistura sem adição dos resíduos (0%). Nesta pesquisa foram coletados os agregados convencionais na jazida natural em Candeias do Jamary-RO, Brasil e os Resíduos de Lapidação de Vidro (RLV) em uma unidade da indústria de beneficiamento de vidros em Porto Velho-RO, Brasil. As matérias primas foram submetidas à classificação granulométrica e de massa específica. Após a confecção de corpos de prova cilíndricos e um período mínimo de cura, foram verificados o teor de vazios e absorção de água, tudo conforme a normatização ténica vigente. As análises mostraram que o RLV tem potencial para utilização na construção civil, porém há necessidade de melhoria na trabalhabilidade e ajustes no traço testado para melhorar os índices físicos de absorção de água e volume de vazios.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ABNT - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 11579:

Cimento Portland – Determinação do índice de finura por meio da peneira

m (nº 200). Rio de Janeiro ABNT, 2012. 4p.

ABNT - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 7215:

Cimento Portland – Determinação da resistência à compressão. Rio de Janeiro:

ABNT, 1996.8p.

ABNT - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 9776:

Agregados - Determinação da massa específica de agregados miúdos por meio

do frasco Chapman. Rio de Janeiro ABNT, 1988. 3p.

ABNT - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 9778:

Argamassas e concretos endurecidos – Determinação da absorção de água,

índice de vazios e massa específica. Rio de Janeiro ABNT, 2006. 4p.

ABNT - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR NM 248:

Agregados - Determinação da composição granulométrica. Rio de Janeiro:

ABNT, 2003.8p.

BRASIL, Presidência da República. LEI Nº 12.305, DE 2 DE AGOSTO DE 2010.

Institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos; altera a Lei no 9.605, de 12 de

fevereiro de 1998; e dá outras providências. 2010.

MATOS, Ana M. et al. Durability Enhancement Of SCC With Waste Glass Powder

Materials Research, 19(1): 67-74. 2016.

RIBEIRO, Anderson Osvaldo. Estudo de resíduo da lapidação de vidro para

incorporação em argamassas de cimento Portland. Dissertação (Mestrado).

Universidade Federal de Uberlâdia. Programa de Pós-graduação em Engenharia

Civil. Uberlândia, 2015.

RIBEIRO, Umberto Gonçalves. Desempenho térmico, acústico e mecânico de

compósitos cimentícios produzidos com resíduos da indústria madeireira de

Porto Velho. 2016. 76 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil) Universidade

Federal do Amazonas, Manaus, 2016. Disponível em:

<http://tede.ufam.edu.br/handle/tede/5312> Acesso: 05/10/2017.

VARGAS, Isabella M., Wiebeck, Hélio. Reciclagem de Vidro Laminado: Utilização

dos Vidros de Baixa Granulometria como Carga Abrasiva na Formulação de

Vernizes de Alto Tráfego para Pisos de Madeira. Polímeros: Ciência e Tecnologia,

vol. 17, nº 2, p. 137-144, 2007.

Publicado
21-03-2019
Como Citar
DOS SANTOS, D. F., & Ribeiro, U. G. (2019). CARACTERIZAÇÃO FÍSICA DE COMPÓSITO DE CIMENTO PORTLAND PRODUZIDO COM SUBSTITUIÇÃO PARCIAL DO AGREGADO MIÚDO CONVECIONAL PELO RESÍDUO DE LAPIDAÇÃO DE VIDRO. Revista FAROCIENCIA (ISSN 2359-1846), 5(1). https://doi.org/10.36703/farociencia.v5i1.276
Seção
4º ENCONTRO DE CIENCIA E TECNOLOGIA