PRINCÍPIO DA CARTULARIDADE E OS TÍTULOS DE CRÉDITOS DIGITAIS: MATERIALIZAÇÃO VS DESMATERIALZIAÇÃO

  • Juliana Ferreira Bispo FARO
  • MARIA CLARA B. CRISPIM ACURSI FARO

Resumo

As trocas comerciais sempre estiveram presentes nas relações humanas. Conforme a sociedade se expandia, surgia também necessidade de melhores meios para a circulação da moeda, diante disso, ao longo do tempo foram criados instrumentos cuja finalidade era facilitação do fluxo econômico, instrumentos conhecidos hoje, dentre outros, como “títulos de crédito”. Existem princípios que norteiam e dão suporte a esses títulos, o presente trabalho objetiva analisar a aplicabilidade do princípio da cartularidade presente atualmente, em boa parte dos títulos de créditos, visto que é imprescindível a materialidade do título, como ficaria, portanto, as técnicas comerciais que hoje em dia são feitas através de meios digitais? Estariam em desacordo com o princípio? Ou seria necessária a atualização da lei juntamente com os princípios basilares? O objetivo central deste trabalho é explorar o assunto, analisar e responder tais perguntas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BERTOLDI, Marcelo M e RIBEIRO, Marcia Carla Pereira. Curso Avançado de Direito Comercial. 6ª ed. rev. atual e ampl. São Paulo: Revista dos Tribunais. 2011. BRASIL. Código Civil, Lei 10.406, de 10 de janeiro de 2002. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2002. BRASIL. Código de Processo Civil, Lei 13.105, de 16 de março de 2015. Brasília: Senado Federal, 2015.

SANTOS, Elisabete Teixeira Vido dos. Direito Empresarial. 12. ed. rev. atual e ampl. São Paulo: Editora Revista dos Tribunais, 2013. TOMAZETTE, Marlon. Curso de Direito Empresarial: Títulos de Crédito. V. 2. 3ª ed. São Paulo, Atlas, 2012.

TEIXEIRA, Tarcisio. Direito Empresarial Sistematizado: doutrina, jurisprudência e prática. 3. ed. São Paulo: Saraiva, 2014.

Publicado
21-03-2019
Como Citar
Bispo, J. F., & ACURSI, M. C. B. C. (2019). PRINCÍPIO DA CARTULARIDADE E OS TÍTULOS DE CRÉDITOS DIGITAIS: MATERIALIZAÇÃO VS DESMATERIALZIAÇÃO. Revista FAROCIENCIA (ISSN 2359-1846), 5(1). https://doi.org/10.36703/farociencia.v5i1.275
Seção
4º ENCONTRO DE CIENCIA E TECNOLOGIA