COMPARAÇÃO ENTRE AS MEDIDAS OBTIDAS ATRAVÉS DO USO DA SUTA, VARA DE BILTMORE E FITA MÉTRICA EM UMA FLORESTA PLANTADA

  • isaias dos santos baptista FARO
  • EUGÊNIO PACELLI MARTINS FARO

Resumo

O presente estudo teve como objetivo testar qual instrumento dendrométrico apresenta melhor confiabilidade na medição de diâmetro em relação à excentricidade das árvores. A área de estudo está localizada no campus experimental da EMBRAPA- RO, situada na Br 364, km 4,5 município de Porto Velho. A área é constituída de plantio de varias procedências de Eucalyptus spp com 34 anos idade. Nessa área instalou-se 4 parcelas de 40m x 40m, onde foram medidos todos indivíduos contidos em cada parcela. Em cada parcela mediu-se o diâmetro a altura de 1,30 do nível do solo com os instrumentos Suta (DAP), Fita Métrica (CAP), e Vara de Biltmore (DAP) todos graduados em cm, totalizou-se a medição de 402 indivíduos. Os resultados apontaram que a suta foi o instrumento que apresentou menor erro em relação à excentricidade da arvore, seguido pela Fita métrica e Vara de Biltmore. Em relação à excentricidade à medida que aumenta o diâmetro a uma diminuição considerável no erro relativo das áreas seccionais e nos valores da excentricidade e vice versa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BATISTA, JOÃO LUIS F.; COUTO, HILTON THADEU Z. DO.; FILHO, DEMÓSTENES F. DA SILVA. QUANTIFICAÇÃO DE RECURSOS FLORESTAIS: árvores, arvoredos e florestas. SÃO PAULO: oficina de textos, 2014.1ed.

CAMPOS, J. C. C.; LEITE, H. G. Mensuração florestal: perguntas e respostas. 4 ed. Editora UFV, Viçosa: UFV.

CUNHA, ULLISES SILVA DA. DENDROMETRIA E INVENTÁRIO FLORESTAL. MANAUS, 2004.

ENCINA, JOSÉ IMANÃ; SIVA, GILSON FERNANDES DA; TCCHETTI, IURI. VARIÁVEIS DENDROMÉTRICAS. BRASILIA, 2002.

FINGER, C.A.G. Fundamentos de Biometria Florestal. Santa Maria: UFSM/CEPEF/FATEC.

MACHADO, S.A; FIGUEIREDO FILHO, A. Dendrometria, 2.ed. Guarapuava: UNICENTRO, 2009.

SILVA, J. A. A; PAULA NETO, F. Princípios básicos de dendrometria. Recife: Universidade Federal Rural de Pernambuco, 1979.

Universidade Técnica de Lisboa - Instituto Superior de Agronomia Centro de Estudos Florestais, INVENTARIAÇÃO DE RECURSOS FLORESTAIS, 24 de Março de 2007.

Publicado
21-03-2019
Como Citar
baptista, isaias dos santos, & MARTINS, E. P. (2019). COMPARAÇÃO ENTRE AS MEDIDAS OBTIDAS ATRAVÉS DO USO DA SUTA, VARA DE BILTMORE E FITA MÉTRICA EM UMA FLORESTA PLANTADA. Revista FAROCIENCIA (ISSN 2359-1846), 5(1). https://doi.org/10.36703/farociencia.v5i1.274
Seção
4º ENCONTRO DE CIENCIA E TECNOLOGIA