A QUESTÃO DO PERTENCIMENTO DOS BRASILEIROS NO ACRE AO TEMPO DO TRATADO DE PETRÓPOLIS

  • Walter Gustavo da Silva Lemos FARO

Resumo

O presente artigo tem como objetivo promover a análise da situação dos brasileiros que se encontravam na região do Acre aos tempos do Tratado de Petrópolis, abordando a questão a partir da ideia de pertencimento destes à região, tendo como foco a questão do enfrentamento ocorrido entre estes e as forças boliviana, o que levaram ao Brasil interferir na questão, promovendo a discussão do tratado com a Bolívia, para a aquisição do Acre. Assim, este tem o intuito de estudar o pertencimento destes brasileiros envoltos na questão, a partir de pesquisa bibliográfica sobre o tema.

 

 

 

 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Walter Gustavo da Silva Lemos, FARO
Doutorando em Direito pela UNESA/RJ. Mestre em História pela PUC/RS e Mestre em D. Internacional pela UAA/PY. Especialista em Direito Processual Civil pela FARO - Faculdade de Rondônia e em D. Processual Penal pela ULBRA/RS. Professor de Hermenêutica Jurídica e D. Internacional da FARO e da FCR - Faculdade Católica de Rondônia. Membro do Instituto de Direito Processual de Rondônia - IDPR. Membro da ABDI - Academia Brasileira de Direito Internacional. Ex-Secretário Geral Adjunto e Ex-Ouvidor Geral da OAB/RO. Presidente da Comissão de Ensino Jurídico da OAB/RO.
Publicado
20-07-2018
Como Citar
Lemos, W. G. da S. (2018). A QUESTÃO DO PERTENCIMENTO DOS BRASILEIROS NO ACRE AO TEMPO DO TRATADO DE PETRÓPOLIS. Revista FAROCIENCIA (ISSN 2359-1846), 6(1). https://doi.org/10.36703/farociencia.v6i1.137
Seção
Artigos